Notícias de Última Hora

Elogiada por Bolsonaro, CNN Brasil estreia dia 15 e já ameaça concorrentes

Bolsonaro já havia elogiado a CNN em conversa com populares na saída do Palácio da Alvorada


Mais de um ano depois de ter sido anunciada, a CNN Brasil finalmente ganhou data de estreia na TV paga e nas plataformas digitais: será em 15 de março, um domingo. "Acabou a expectativa", diz o comunicado publicado nas redes sociais na manhã desta segunda (2).


Uma festa de lançamento do canal de notícias para os mercados publicitário e de comunicação acontecerá uma semana antes, no próximo dia 9, como antecipou o site Notícias da TV.

Na postagem do Instagram, a CNN Brasil informou que novos detalhes serão divulgados ao longo desta semana, como o número do canal nas operadoras de TV por assinatura, além de como ocorrerá a presença multiplataforma da rede.

Na festa de lançamento do canal, o mais rumoroso investimento em mídia dos últimos anos será apresentado para autoridades, anunciantes, jornalistas e publicitários em um evento para mil pessoas na Oca do Ibirapuera, em São Paulo.

Convites foram enviados para as principais autoridades do país: os presidentes da República (Jair Bolsonaro), da Câmara (Rodrigo Maia), do Senado (Davi Alcolumbre) e do Supremo (Dias Toffoli).



Os governadores de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, onde ficam as sedes do canal, também serão convidados de honra. Licenciamento da marca americana, ou seja, com gestão e linha editorais independentes da Turner International, a CNN Brasil foi anunciada há exatamente um ano, em 14 de janeiro de 2019.

O empreendimento do construtor Rubens Menin, dono da MRV, e de Douglas Tavolaro, ex-vice-presidente de Jornalismo da Record, surpreendeu o mercado, que passou a especular sobre a orientação do canal. Inicialmente, a previsão era de estrear em outubro, mas atrasos na importação de equipamentos postergaram a novidade, o que gerou frustração entre profissionais.

As contratações vêm ocorrendo desde junho. As primeiras foram as dos ex-globais William Waack e Evaristo Costa. O ex-titular do Jornal da Globo terá um programa noturno, enquanto o ex-Jornal Hoje comandará semanalmente, diretamente de Londres, uma mistura de entretenimento com jornalismo.

Em agosto, a CNN Brasil deu demonstração de força ao tirar Monalisa Perrone do Hora 1, da Globo, para ancorar um telejornal no horário nobre. Em setembro, repetiu a dose atacando a Record, com a contratação de Reinaldo Gottino.



O ex-titular do Balanço Geral mostrará uma outra faceta profissional, discutindo economia e política com convidados em uma atração diária vespertina. A CNN Brasil já está funcionando em um prédio na avenida Paulista, ponto de manifestações populares em São Paulo. A Redação já está instalada, com centenas de profissionais trabalhando.

Com informações: Notícias da TV