Notícias de Última Hora

‘Não faz sentido’, diz Gilmar sobre protestos do dia 15 de março

“O Congresso está deliberando de uma maneira madura, como há muito não se via”, destacou o magistrado


Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou, que a necessidade de negociação do governo Jair Bolsonaro com o Congresso Nacional faz parte do regime democrático.

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, Mendes declarou:

“Quer dizer, há alguma que coisa está sendo impedida de se fazer dentro do jogo democrático? Ah, mas tem que negociar com o Congresso. É assim mesmo. O regime democrático é, de fato, dificultoso. Edita uma medida provisória e tem que aprovar no Congresso e, para isso, precisa ter maioria. Isso é assim em qualquer país democrático.”

Questionado sobre os protestos marcados para o dia 15 de março, o ministro afirmou que o Parlamento tem produzido “como há muito não se via”:

“A gente deve gastar energia com questões, de fato, substanciais. Se houvesse um projeto de reforma e, de fato, o Congresso não estivesse votando, então, vamos fazer uma manifestação para que haja uma deliberação mais célere. Mas não faz sentido isto. O Congresso está deliberando de uma maneira madura, como há muito não se via.”

As informações são do Correio Braziliense