Notícias de Última Hora

Fabio Pannunzio, ex-jornalista da Band, diz que só resta “renúncia ou suicídio” para Bolsonaro, e gera revolta na web


Em meio a crise no governo federal gerada pela saída do principal membro da equipe ministerial, Sergio Moro, muitas personalidades políticas e pessoas engajadas vem tentando modelar o assunto para reforçar suas ideias. Enquanto cidadãos simpáticos a Bolsonaro vêem o ocorrido como um triste episódio, embora ainda mantenham a admiração tanto pelo ex-magistrado quanto pelo Chefe de Estado, a oposição já trabalha com uma maneira diferente de pensar e agir.

A deputada federal Jandira Feghali por exemplo, publicou em suas redes sociais que “Moro já foi, e agora falta Bolsonaro”, referindo-se a uma possível queda do mandatário brasileiro. Porém, uma postagem que chamou bastante a atenção dos internautas foi a do jornalista e ex-âncora do Jornal da Band, Fabio Pannunzio.


Em seu Twitter, ele desceu totalmente o níveo do aceitável em um debate civilizado e afirmou que no caso de Bolsonaro, só lhe restam duas opções: “A renúncia ou o suicídio”.


A fala do jornalista rapidamente ganhou grande repercussão, virando alvo de repúdio pela grande parte da web. O policial militar e youtuber Gabriel Monteiro, por exemplo, respondeu Pannunzio e lembrou que incentivar a práticas do suicídio é crime.


“Marginal! Não é à toa que foi demitido do trabalho jornalístico. Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou a praticar automutilação ou prestar-lhe auxílio material para que o faça: (Redação dada pela Lei nº 13.968, de 2019) Pena – reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos” disse ele.


Fonte: BR7