Notícias de Última Hora

Indonésia usa voluntários como ‘fantasmas’ para manter população em casa

Crédito: Reprodução/Reuters
Uma ação inusitada tem sido uma das medidas da Indonésia em manter a população em casa durante a pandemia. Vários vilarejos estão recorrendo a um folclore do país onde espalham "fantasmas" pelas ruas para patrulharem os bairros.

Eles recrutaram voluntários para interpretarem "pocong", uma figura folclórica que representa as almas dos mortos que ficaram presas em seus corpos e roupas e colocaram essas pessoas em bairros onde o isolamento não estava sendo cumprido pela maioria.



Os “fantasmas” se vestem de branco dos pés à cabeça e apareceram em vilarejos como Kepuh, Java e outros patrulhando as ruas. A ideia é intimidar os moradores e evitar que eles saiam de casa.

A tática funcionou bem em alguns locais. "Queríamos ser diferentes e criar um efeito de impacto pois pocong é assustador", disse Anjar Pancaningtyas, líder de um grupo de jovens da aldeia que coordenou a iniciativa junto com a polícia.



Até o momento o país tem 4241 casos confirmados do novo coronavírus e 373 mortes. Muitas comunidades decidiram pelo isolamento por conta própria já que o presidente da Indonésia, Joko Widodo, não impôs um isolamento a todo o país.

Fonte: Uol