Notícias de Última Hora

Invasão de vespas gigantes e assassinas ameaça a Europa

O único predador natural da vespa-mandarina é o grande pássaro bútio-vespeiro-oriental

Imagem: Getty Images
Ainda com diversos países vivendo o auge da pandemia do coronavírus, a Europa tem vivido sob a ameaça do ataque de vespas gigantes asiáticas, também conhecidas como vespas mandarinas. Em alguns países, estas vespas são consideradas o inseto mais mortal que existe, e já causou dezenas de mortes.

Segundo o tabloide Mirror, o Reino Unido, para lidar com o problema, gastará cerca de £$ 1,6 milhões, o equivalente a R$ 48,5 milhões, pois como são nativas da Ásia, não há predadores naturais para elas na Europa.



O único predador natural da vespa-mandarina é o grande pássaro bútio-vespeiro-oriental (Pernis Ptilorhynchus).

Bútio-vespeiro-oriental (Pernis Ptilorhynchus)
Estudos mostram que as vespas chegaram à Europa acidentalmente em 2004, vindo da China. Desde então os animais tem se espalhado rapidamente. Especialistas afirmam que elas estão colonizando a França a uma taxa de 60 a 80 km por ano.


Outros países também estão sendo invadidos e colonizados, e mortes já começaram a ocorrer. Espanha em 2010, Portugal e Bélgica em 2011, Itália em 2012 e Alemanha em 2014, estão entre eles.

Em 2013 uma onda de ataques destas vespas na China, resultou em 42 mortos e 1600 feridos.


Fonte: R7