Notícias de Última Hora

Opositores do presidente Bolsonaro anunciam estratégia do novo pico do Coronavírus só para tentar derruba-lo

“O governo federal ainda está muito forte. Precisamos enfraquecer o presidente Bolsonaro, pois ainda está muito forte. Anunciem que o pico do Coronavírus só será daqui a um ou dois meses. Precisamos sangra-lo mais ainda”


A população brasileira está antenada com o mais novo posicionamento da esquerda e centro-esquerda, em relação a pandemia da COVID-19.


Ocorre que repentinamente, os algozes do presidente Bolsonaro, afirmaram que o “pico da doença’ ainda estar por vir, dizem os impopulares, que será nos meses de maio e junho respectivamente.

No intuito de desgastar a imagem do presidente Bolsonaro e consequentemente derrubar seu poderio governamental, os governadores e prefeitos ficam jogando para a próxima quinzena, ou próximo mês a alta do “pico do Coronavírus”.

Um exemplo clássico disso, foi que no Rio Grande do Norte RN, o secretário mandado pela governadora Fátima PT, disse que até o dia 15 de maio, 11.000 pessoas iriam morrer por Coronavírus.



É importante ficarmos atentos sobre as reuniões dos governadores e prefeitos com suas equipes, pois eles tem esse pensamento em dizer o seguinte:

“O governo federal ainda está muito forte. Precisamos enfraquecer o presidente Bolsonaro, pois ainda está muito forte. Anunciem que o pico do Coronavírus só será daqui a um ou dois meses. Precisamos sangra-lo mais ainda”.


Matéria embasada no texto de Marco Frentte.