Notícias de Última Hora

Zambelli diz que impeachment não tem materialidade e PF apoiou saída de Valeixo

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse que Bolsonaro não deve sofrer impeachment

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou, em entrevista à Jovem Pan, que não acredita que haja alguma chance do presidente Jair Bolsonaro sofrer um impeachment, apesar de reconhecer que o governo enfrenta uma grande crise com a demissão de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, nesta sexta-feira (24).

“Pedido de impeachment não vai ter nem materialidade agora. Isso não será motivo para um pedido efetivo e acolhimento do Rodrigo Maia [presidente da Câmara dos Deputados]”, disse sobre as acusações de Moro.

“Temos uma situação política complicada, há um rompimento entre o presidente da Câmara e o da República, mas não há qualquer materialidade [para o impeachment]”, defendeu Zambelli.



A parlamentar reconheceu que o governo federal passará por um “período difícil” pela demissão de Moro, mas classificou a ruptura como “natural”. “Acho que é natural haver esse tipo de rompimento, mexe bastante com a cabeça do brasileiro, mas é natural”, disse.

Ela acredita que o presidente Jair Bolsonaro tem condições de chegar ao fim do mandato, apesar das crises causadas pela saída de Moro e pela pandemia do novo coronavírus. “Com esse Plano Pró-Brasil, a gente tem condições de continuar governando.”

Zambelli ainda disse que o fato que causou a demissão de Sergio Moro, a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, foi apoiado por agentes da PF.

“Recebi muitas ligações das bases da Polícia Federal e me surpreendeu bastante a aceitação da demissão voluntária do Valeixo representou para a tropa algo positivo”, afirmou Carla Zambelli. “A tropa não estava satisfeita com o andamento das investigações e a tropa em si ficou ao lado do Bolsonaro nessa exoneração.”

Por Jovem Pan