Notícias de Última Hora

Caio Coppola critica STF: “Ministros que tem amizade com réus, soltam criminosos, julgam casos de escritórios de seus cônjuges”


O comentarista político da CNN Brasil, Caio Coppola, criticou a decisão do STF em barrar a nomeação do delegado Ramagem para o comando da Polícia Federal.



“Para escancarar a hipocrisia dessa decisão de barrar a indicação para Polícia Federal, bastou Bolsonaro questionar a trajetória do próprio Ministro Alexandre de Moraes: ele não é homem-de-confiança do ex-Presidente réu, Michel Temer? Os dois não têm uma relação de amizade? Será que isso não influenciou na escolha do dr. Alexandre para Ministro da Justiça e depois Ministro do STF?”

O comentarista ainda ressaltou o fato de que o delegado Alexandre Ramagem é hoje quem comanda a ABIN, o que exigiu inclusive crivo do congresso.


“Touché! O processo de indicação para ABIN é ainda mais rígido, pois há sabatina no Senado. Ou seja, o nome de Alexandre Ramagem já passou pelo crivo do Poder Legislativo, e vamos lembrar que, pela primeira vez, nós não temos um Congresso bovino, alimentado pelo capim do executivo… pelo menos não ainda”.



Coppola afirmou que, na sua opinião o STF violou cláusula pétrea da Constituição ao desrespeitar a tripartição dos poderes:

“Destaque-se uma dura verdade que Bolsonaro dirigiu aos ministros do STF, indicados por José Sarney, Fernando Collor, FHC, Lula e Dilma: ‘Não é essa a forma de tratar um chefe do executivo que não tem uma acusação de corrupção’.



Fonte: Republica de Curitiba