Notícias de Última Hora

Ministro da educação, Weintraub entra com processo contra Felipe Neto e pede indenização


O youtuber infantojuvenil Felipe Neto, engajado em causas progressistas (esquerdistas) no âmbito político e social, está sendo processado pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, que solicita uma indenização no valor de R$5 mil por danos morais, além de um pedido de resposta. A ação do membro do governo federal foi motivada por uma publicação que o criador de conteúdo publicou em suas redes sociais chamando o ministro de “imbecil”.


A informação foi passada pelo jornalista do jornal O Globo, e confirmada pelo próprio influenciador digital, que por sua vez ironizou o fato em seu perfil no Twitter.

“Acabei de descobrir que o Weintraub me processou, pedindo indenização e direito de resposta… Por eu tê-lo chamado de imbecil e ter dito que ele não sabe escrever. O homem q diz q “os vagabundos do STF” têm q ser PRESOS, me processou.” escreveu o youtuber.

Felipe ainda prosseguiu:

“Ora bolas Weintraub, você, como Ministro da Educação, cansou de dizer que a esquerda “é do mimimi” e “aceita a crítica, floquinho de neve”… Mas aí entra com processo pedindo 5 mil reais e direito de resposta porque eu falei q você não sabe escrever? Poxa, floquinho de neve…” concluiu

A postagem do influenciador era destinada ao vídeo da reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe de ministros do dia 22 de abril, divulgada na última sexta-feira (23) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello. Na filmagem, o Chefe de Estado e seus ministros aparecem conversando em um tom informal, utilizando palavrões, xingamentos e externando opiniões acerca de governadores, prefeitos e ministros do Supremo.



Ainda de acordo com as informações trazidas pelo colunista, Weintraub ainda pede para que Neto delete suas postagens onde fala a respeito do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). A ação encontra-se na 36ª Vara Cível do RJ.

Com a informação: Folhapress e Pleno News