Notícias de Última Hora

Abraham Weintraub defende pena de morte para “casos extremos e irrefutáveis” de pedofilia e corrupção


O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou as redes sociais nesta sexta-feira (28) para defender a aplicação da pena de morte em “casos extremos e irrefutáveis” de pedofilia e corrupção.

“Minha opinião pessoal é que a pena de morte pode nos devolver a esperança. Comecemos em duas frentes: corrupção e pedofilia. Apenas casos extremos e irrefutáveis. Material genético dentro de uma criança (sêmen/bebê); mais de R$ 55 milhões (10k USD) de recursos sem origem legal – escreveu o ex-ministro.

Essa mão é a primeira vez que Abraham Weintraub usa as suas redes sociais para defender tal ideia. No dia 17 deste mês, ele se manifestou em favor da aplicação da pena de morte para o tio que estuprou a própria sobrinha de 10 anos, em São Mateus – Espirito Santo.



“Morte ao monstro! ‘Não dá, é cláusula pétrea…’. Mudem essa Constituição! Ela não representa os valores dos brasileiros! Seremos livres quando demônios forem julgados, condenados e legalmente executados. Qual o risco de erro? Há material genético provando o estupro da criança. Quem pode ser contra a pena de morte para um monstro desses?” – escreveu Weintraub, à época.


Fonte: BR7