Notícias de Última Hora

Barroso parte para a "agressão" a Bolsonaro: “Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura” (veja o vídeo)


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, afirmou que a democracia do Brasil tem se mostrado “resiliente” aos supostos “ataques” do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em um ‘webinar’ promovido pela Fundação Fernando Henrique Cardoso, com a presença de Dieter Grimm, ex-membro da Corte Constitucional da Alemanha, nesta quarta-feira, 26, Barroso falando em inglês, fez a seguinte declaração:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional."



Barroso também afirmou que:

"Em face de manifestações autoritárias, tanto pelo presidente ou por pessoas próximas a ele, inclusive evocando a época da ditadura militar, a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos.”

E completou:

“Ou seja, a reação brasileira àquilo que ela viu como ameaças, nem que apenas retóricas, levou a reações muito vigorosas.”

A posição do magistrado é, no mínimo, inconsequente e inapropriada para um integrante da suprema corte.



Confira:


Fonte: Estadão