Notícias de Última Hora

TSE proíbe a realização de ‘livemícios’ nas eleições

PSOL consultou TSE para saber se havia viabilidade de fazer 'livemícios' não remunerados em meio à pandemia


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou, nesta sexta-feira (28), por unanimidade, a possibilidade de realização de transmissões online, sem público, de shows em prol de campanhas políticas durante a pandemia de coronavírus.

O formato vinha sendo batizado de ‘livemício’ e era defendido principalmente pela produtora Paula Lavigne, esposa de Caetano Veloso.


Lavigne pretendia organizar shows virtuais em homenagem a Guilherme Boulos, pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PSOL.

Em sessão na manhã de sexta, o relator da consulta, ministro Luis Felipe Salomão, rejeitou a possibilidade sob o argumento de que a lei eleitoral que proibiu showmícios, de 2006, também veta “eventos assemelhados”

Com informações do jornal Folha