Notícias de Última Hora

Corpo de jovem é desovado dentro de sepultura em cemitério de Marabá

Rapaz trabalhava no local e foi achado morto dentro de uma sepultura, sob um outro cadáver


Na manhã desta quarta-feira, um corpo de um jovem morto há pelo menos uma semana foi achado dentro de uma cova, sobre um cadáver enterrado no local, no Cemitério da Saudade em Marabá, no sudeste do Estado. O jovem, identificado como Maurício Rego de Freitas, de 19 anos, parece ter sido vítima de um crime violento e teve o corpo desovado no cemitério onde costumava trabalhar, fazendo "bicos".

De acordo com a família do rapaz, a última vez que ele foi visto com vida foi por volta das 20h de quinta-feira passada, e desde então, seguia desaparecido. Segundo a Unidade Regional de Marabá do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, eles foram acionados por volta das 9h, para atender a uma ocorrência de um homem encontrado morto dentro de uma sepultura, sendo que essa vítima não havia sido enterrada ali e demonstrava ter sido lançada na cova. Chegando ao local, os funcionários constaram que o corpo havia sido desovado no cemitério.



Devido ao avançado estado de decomposição, somente exames mais aprofundados devem determinar a causa da morte, mas foi possível encontrar algumas perfurações pelo corpo e marcas de espancamento.

Maurício estava trabalhando como ajudante de pedreiro na construção das sepulturas no Cemitério da Saudade, além de fazer limpezas e outros serviços. Na manhã de hoje, trabalhadores encontraram o corpo ao perceberem que a tampa de uma sepultura estava danificada. Segundo o CPC de Marabá, a família já foi avisada e o corpo, removido, sendo que a mãe do jovem foi registrar o caso junto à Polícia Civil. Até o momento, não há informações sobre o que pode ter servido de motivação para a morte de Maurício.

Fonte: O Liberal