Notícias de Última Hora

Globo afirma que seus jornalistas foram expulsos de evento com Bolsonaro no Mato Grosso


De acordo com o portal de notícias do Grupo Globo, o G1, “A equipe responsável pela segurança do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na visita a Mato Grosso nesta sexta-feira (18) impediu o trabalho dos profissionais de jornalismo da TV Centro América, afiliada da Globo.”

A emissora da família Marinho, que vive em pé de guerra contra o presidente da República Jair Messias Bolsonaro, disse que “Jornalistas da empresa acompanhavam o evento, mas um dos seguranças reconheceu a repórter Mel Parizzi e o cinegrafista Idemar Marcatto como funcionários da emissora. Os dois jornalistas foram conduzidos para fora da fazenda.”


Na edição do dia 18 do Jornal Nacional, os âncoras William Bonner e Renata Vasconcellos leram as notas expedida por órgãos como a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner), que repudiaram o suposto ocorrido e chegaram até mesmo a mencionar a palavra ‘censura’ como algo que pode ter sido cometido contra os profissionais da Globo.

A assessoria do Palácio do Planalto chegou a ser procurada pela TV Globo, no entanto, não respondeu.


Fonte: BR7