Notícias de Última Hora

Marinha do Brasil quer porta-aviões, submarinos, aeronaves e drones

Plano Estratégico da Marinha 2040 prevê submarinos convencionais com propulsão nuclear


O Plano Estratégico da Marinha do Brasil para o ano de 2040 inclui a aquisição de um novo porta-aviões, aeronaves de caça e até drones de combate, além de novos “submarinos convencionais com propulsão nuclear”.

O documento em questão orienta o planejamento da força naval brasileira no médio e longo prazo.

A nova versão foi entregue pelo Comandante da MB, almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao Ministério da Defesa, no último dia 10 de setembro.


Em mensagem no Twitter, nesta terça-feira (22), o perfil oficial da Marinha comentou:

“O Plano Estratégico da Marinha 2040 prevê submarinos convencionais com propulsão nuclear para a defesa de nossas águas jurisdicionais, sobretudo pelo aspecto dissuasório devido à mobilidade estratégica e permanência oculta em longas patrulhas.”

O último porta-aviões da marinha brasileira foi o “NAe São Paulo”, adquirido da França no ano 2000.

Após uma carreira conturbada marcada por acidentes e pouco tempo de utilização, a embarcação foi desativada em 2018.

Com informações do site Airway