Notícias de Última Hora

Revoltada, Maria do Rosário quer reverter decisão de Bolsonaro que nomeia o prof. Carlos Bulhões para reitor da UFRGS


Nesta quarta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro nomeou o prof. Carlos Bulhões para a função de reitor da Universidade UFRGS. Ele deverá ocupar o cargo na próxima segunda-feira, dia 21.

O novo reitor da universidade gaúcha ficou em terceiro colocado em uma consulta pública realizada na instituição, que tinha como finalidade escolher o nome o qual ocuparia o cargo. Na ocasião, Bulhões formou chapa com a professora Patricia Helena Lucas Pranke, que leciona na Faculdade de Farmácia da universidade. No entanto, por se tratar de uma Universidade Federal, a Constituição Brasileira prevê que é prerrogativa do presidente da República escolher quem ocupará o cargo, independente do resultado da consulta feita na instituição.


Esse fato deixou a petista Maria do Rosário, deputada federal pelo Rio Grande do Sul, revoltada. Em suas redes sociais, ela afirmou que ingressou “com um PDL junto à Câmara para reverter” a decisão do presidente brasileiro.

“Ingressei com um PDL junto à Câmara para reverter o ato autoritário de Bolsonaro de indicar o terceiro colocado numa lista tríplice p/ reitor da UFRGS. Para nós, fere a Constituição ao violar o fundamento de autonomia das universidades e agride a toda a sociedade” — escreveu Maria do Rosário.



Professor Carlos Bulhões

O professor Carlos Bulhões é natural de Alagoas. Ele reside em Porto Alegre há mais de 30 anos. Na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ele ministra aulas de engenharia, área na qual se formou pela Universidade Federal de Alagoas. Bulhões também é mestre em Engenharia de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas, Engenheiro de Segurança no trabalho pela UFRGS e doutor em Planejamento de Recursos Hídricos pela University of Bristol, Inglaterra. Por fim, ele é professor há 36 anos.

Fonte: Correiobrasiliense