Notícias de Última Hora

"Nova Venezuela": Pessoas comem lixo para sobreviver em cidade Argentina


A Argentina vive dias de “Venezuela”. Seu atual governo leva o país para um a situação que tem se tornado cada vez mais irreversível. Para o leitor que não gosta de cenas de miséria, essa matéria contém imagens fortes.

A cidade de Puerto Iguazú teve registrada cenas lamentáveis de pobreza. Pessoas comendo lixo e desenterrando pedaços de frango foram fotografadas e expuseram o caos que o país vive.


O número de pobres cresceu mais de cinco pontos percentuais na primeira metade do ano: de 35,5% para 40,9%. Quase 7% da população está em situação de indigência, o que corresponde a cerca de 3 milhões de pessoas.


É o caso das 100 famílias que sobrevivem em condições de extrema pobreza no bairro San Juan, em Puerto Iguazú, nas proximidades de um lixão a céu aberto.

O pouco dinheiro que essas famílias conseguem obter de “bicos” ou até de esmolas é transformado em alimentos. Não sobra nada para comprar algum material de construção para melhorar a qualidade de suas precárias moradias, informa o portal El Territorio.


São moradores nesta situação que aparecem em imagens que “magoam, produzem indignação e tristeza”, como noticiou o portal La Voz de Cataratas, em matéria publicada na terça-feira, 17.


A reportagem registra que, ao chegar um caminhão carregado com caixas de músculos de frango impróprio para consumo, que seriam enterradas num terreno do município, os vizinhos ficaram esperando até que o trabalho terminasse. Quando o caminhão saiu, escavaram até encontrar as caixas, levando-as para suas casas.


Os músculos de frango haviam sido apreendidos um dia antes pela fiscalização da Prefeitura, porque a mercadoria não contava com notas fiscais. Ao verificar a carga, os fiscais perceberam que estava em mau estado de conservação, com risco de contaminar e intoxicar a população, e decidiram enterrar as caixas.