Notícias de Última Hora

Empresário dono da rede de supermercados Rio Verde morre vítima da covid-19


Empresário Dionei da Silva estava internado em tratamento contra covid-19, mas não resistiu às complicações da doença.

O empresário Dionei da Silva, de 54 anos, dono das redes de supermercados Rio Verde e Harger Atacadista, morreu na manhã desta terça-feira (12), em Curitiba, vítima de complicações causadas pela covid-19. Dionei estava internado na UTI do Hospital Nossa Senhora das Graças, onde passou mais de 35 dias entubado. Sua morte foi confirmada nas redes sociais da rede supermercadista, em resposta ao questionamento feito por um seguidor. (Veja abaixo). O empresário deixa esposa, dois filhos e uma neta.


O sepultamento de Dionei será às 17h desta terça-feira, no Cemitério São Gabriel, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O velório será aberto aos familiares, amigos, funcionários e à comunidade, seguindo as regras de distanciamento social e de prevenção ao coronavírus, que estão em vigor no Paraná. Isso é possível porque, segundo a família, sua morte foi causada por complicações em diversos órgãos causadas pela doença e porque há mais de 20 dias Dionei já não testava positivo para covid-19.

Postagem na página da Rede Rio Verde

“Olá XXX, bom dia! Com grande pesar confirmamos a sua mensagem. Infelizmente o Sr. Dionei da Silva veio a óbito nesta manhã. Agradecemos a todas as mensagens de conforto recebidas até agora. Elas só mostram o quanto era querido por todos, com seu profissionalismo, inteligência e amizade. Devemos sempre lembrá-lo com alegria, gratidão e muita saudade. Conte sempre conosco!”



Dionei era o presidente do Grupo Rio Verde, fundado em 1971 por seus pais, no Bairro Rio Verde, em Colombo e que hoje possui 11 lojas dos supermercados Rio Verde, localizadas em bairros de Curitiba e dos municípios de Colombo e Campo Largo, na RMC.


Além do Rio Verde, o grupo ainda possui o Harger Atacadista, com mais duas lojas, uma em Araucária e outra em Almirante Tamandaré. Ao todo, de acordo com o grupo, mais de 1,4 mil funcionários trabalham nas lojas do Rio Verde e Harger.

E a ausência do empresário já é sentida por familiares e colaboradores, como afirma o primo de Dionei e supervisor da Rede Rio Verde, Márcio Stedile, 37. “Ele foi um grande empresário no ramo de supermercados, um guerreiro, um batalhador, um grande pai, esposo e avô de família. Sempre queria o bem de todos os clientes, funcionários e amigos. Vai fazer muita falta”, disse, emocionado.

Fonte: Tribunapr